Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro marca posição contra autonomia da PF

Equipe BR Político

Em encontro na quarta-feira, 28, com a bancada do Rio de Janeiro, o presidente Jair Bolsonaro deixou clara a sua posição contrária à tentativa de uma ala do Congresso de emplacar proposta que prevê a autonomia da Polícia Federal. Em café com os parlamentares, ele disse: “Vocês querem criar um novo Ministério Público? E se todo mundo quiser autonomia? Vocês vão dar?” Para Bolsonaro, os deputados devem ter “responsabilidade”. Um dos deputados respondeu ao presidente que não adiantava pedir para o projeto não avançar se o PSL descumprir a orientação e expuser os colegas nas redes sociais, segundo a Coluna do Estadão.

O projeto sobre a autonomia da PF foi ressuscitado pelo presidente da CCJ da Câmara, Felipe Francischini (PSL-PR), que é filho do deputado estadual Fernando Francischini (PSL-PR), que é ex-delegado da PF. Por isso, um dos deputados disse ao presidente que não adiantava ele orientar a base num sentido para, em seguida, ser desrespeitado pela própria legenda. Segundo dois participantes do encontro ouvidos pelo Painel da Folha, o presidente pediu para os parlamentares pensarem bem sobre o tema, estendendo todas as dúvidas que têm sobre a atuação da Procuradoria à PF ao projetarem o cenário de novo status para a corporação. A conversa ainda serviu para que os Bolsonaro apontassem suas divergências com o governador do Estado, Wilson Witzel (PSC), que vem flertando com a ideia de ser candidato ao Planalto em 2022.

Assine o BR Político para ter acesso a produtos e informações exclusivos. Clique neste link para se tornar um assinante.

Tudo o que sabemos sobre:

autonomiaPFPSLJair Bosloanrogoverno