Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro: ‘Mas já acabaram as eleições nos EUA?’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Um dos poucos líderes mundiais que ainda não reconheceram a vitória de Joe Biden na presidência dos Estados Unidos, o presidente Jair Bolsonaro persiste na tentativa de convencer que está esperando o fim da judicialização provocada por Donald Trump sobre a apuração dos votos por lá. Nesta quinta-feira, 12, a apoiadores, o presidente perguntou: “Qual a tua opinião das eleições americanas?”. Em resposta, uma mulher afirmou estar triste, ao que Bolsonaro respondeu: “Mas já acabou, já acabaram as eleições?”

O presidente Jair Bolsonaro falando com apoiadores

O presidente Jair Bolsonaro falando com apoiadores Foto: Reprodução/Youtube

Desde o sábado, 7, quando Biden foi declarado eleito em meio a protestos de Donald Trump, que alega sem apresentar evidências, que haveria fraude nas apurações, Bolsonaro tem se recusado a reconhecer a vitória e estabelecer contato com o democrata. Na terça, no entanto, o presidente foi além: relembrou a fala de Biden sobre a imposição de sanções econômicas caso o Brasil não tome medidas para reduzir o desmatamento na Amazônia e afirmou que uma solução “apenas pela diplomacia não dá”. “Depois que acabar a saliva tem que ter pólvora”, disse em tom de ameaça.

Assim como Trump faz nos Estados Unidos para contestar a sua derrota, encampando um discurso de fraude sem apresentar provas e entrando com ações judiciais contra os resultados, Bolsonaro já assume que prepara o campo para fazer o mesmo no Brasil. Na esteira de sua defesa de Trump, que pode ter como preço um desgaste da relação do Brasil com o governo Biden antes mesmo de seu início, o presidente já fala em fraudes futuras que segundo ele devem ocorrer no pleito brasileiro em 2022.