Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro na CNN: ‘Movimento não foi iniciativa minha’

Vera Magalhães

O presidente Jair Bolsonaro concedeu uma entrevista exclusiva ao vivo na CNN Brasil nesta noite. Disse que a iniciativa de convocar as manifestações não foram suas, e que foi “ver o que estava acontecendo” porque as pessoas “tomaram a iniciativa” de ir às ruas.

Afirmou que aglomerações acontecem em eventos como Carnaval, transporte público, barcaças etc.

Questionado se tinha ficado preocupado em ter contato com a população, disse que não. “Muitos vão pegar isso independente de tomarem todos os cuidados”, afirmou. Disse que outros vírus provocaram mais mortes, chamou os cuidados de “histeria” e buscou explicações “políticas”: afirmou que em 2008 houve uma crise de vírus mais grave, mas que como no Brasil o governo era do PT e o dos Estados Unidos era dos Democratas, e por isso não houve reações.

Questionado sobre as críticas de Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, adotou o tom de bravata: “Saiam às ruas”. Afirmou que acordos entre políticos têm de ser feitos nas ruas, com a população.

Ele chamou de “histerismo” a proibição de eventos como futebol com torcidas. E afirmou que isso pode gerar desemprego, fazer com que pessoas mais pobres “comam menos e venham até a óbito”.