Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro: ‘Ninguém vai me tolher’ o direito de ir e vir

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Depois de deixar o Hospital das Forças Armadas, na manhã desta sexta-feira, 10, em Brasília, o presidente da Jair Bolsonaro passou ainda em uma drogaria no plano piloto, onde fez uma compra. Na saída, posou para fotos com apoiadores e afirmou, após ser questionado sobre o motivo de estar ali, que tem o direito de ir e vir. “Tenho o direito de ir e vir e ninguém vai me tolher esse direito”, afirmou.

Questionado sobre o motivo da visita ao hospital, Bolsonaro desconversou por duas vezes. “Fui tomar um sorvete”, afirmou da primeira vez. “Fazer exame de gravidez”, acrescentou na segunda oportunidade.

Após deixar a farmácia, Bolsonaro seguiu para o prédio, onde mora seu filho mais novo, Jair Renan. Enquanto esteve no apartamento, manifestantes no entorno aplaudiam e vaiavam, informou o Broadcast Político. Depois da visita ao filho, o presidente retornou ao Palácio da Alvorada.

Tudo o que sabemos sobre:

Jair Bolsonarofarmáciadireito de ir e vir