Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro pede que apoiadores ‘deixem o domingo’ aos atos contra governo

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Um dia depois de ato antifascista e pró-democracia terminar em confusão em São Paulo no último domingo, 31, ao encontrar com grupo pró-governo, o presidente Jair Bolsonaro recomendou, nesta segunda-feira, 1, que os seus apoiadores evitem novas manifestações simultâneas.

Foto: Reprodução/Facebook

Hoje, diferentemente do que ocorre normalmente, Bolsonaro convidou os apoiadores a ficarem em área interna do Palácio da Alvorada durante a conversa, distantes da imprensa. Ele afirmou que, agora, os jornalistas não poderão mais dizer que estão sendo agredidos pelo presidente. Em seguida, disse que a mídia não transmite a verdade.

Um de seus apoiadores, então, reclamou dos “caras de preto”, uma referência à cor utilizada no ato antifascista. “Precisamos acabar com esses caras de preto batendo na gente, presidente”, disse o apoiador.

O presidente reagiu pedindo para que os bolsonaristas evitem fazer um ato no mesmo dia, e completou que não coordena nada, apenas prestigia as manifestações. Ontem, Bolsonaro esteve no ato que ocorreu em Brasília a favor do governo. “Estão marcando domingo um movimento, né? Deixa sozinho o domingo”, respondeu.

“Eu não coordeno nada, não sou dono de grupo. Não participo de nada. Só vou prestigiar vocês que estão me apoiando. Vocês fazem um movimento limpo, decente, pela democracia, pela lei e pela ordem. Eu apenas compareço. Não conheço praticamente ninguém desses grupos. Eu acho que, já que eles marcaram para domingo, deixa domingo lá”, acrescentou o presidente.