Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro perde mais entre pobres e no Nordeste

Equipe BR Político

Análise feita pelo Estadão em pesquisas do Ibope realizadas desde a posse de Jair Bolsonaro mostram que ele perdeu uma espécie de “voto de confiança” que recebera de um grupo que não havia votado nele no ano passado, mas manifestava otimismo quanto à possibilidade de que ele fizesse um bom governo. A queda de popularidade de Bolsonaro é maior nesse grupo, que tem identificação mais frágil com ele, como aponta a diretora-executiva do Ibope Inteligência, Marcia Cavallari, e ocorre sobretudo nos grandes centros, entre os mais pobres e na região Nordeste.

No Nordeste, a cada dez pessoas que achavam o governo ótimo ou bom em janeiro, quatro já mudaram de ideia. Entre os que ganham até um salário mínimo, a cada dez que aprovavam o governo em janeiro, um terço já migrou de posição. Nas capitais, Bolsonaro tinha aprovação entre 47% e 51% em janeiro. Isso mudou para entre 30% e 37% em abril.