Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro posta vídeo com agressão e chama jornalistas de ‘bundões’

Vera Magalhães

Exclusivo para assinantes

O presidente Jair Bolsonaro publicou no seu canal do YouTube o vídeo de seu passeio no último domingo à Catedral de Brasília em que ameaçou de agressão um jornalista de O Globo que o questionou sobre os depósitos de R$ 89 mil de Fabrício Queiroz e sua mulher, Márcia Aguiar, na conta da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

O presidente Jair Bolsonaro ameçou o jornalista durante visita a uma feirinha de artesanato em Brasília Foto: Gabriela Biló/Estadão

Ele postou um vídeo publicado originalmente pelo jornalista Samuel Pacher, que em sua conta no Twitter documenta quase diariamente as falas do presidente.

No seu próprio post, Bolsonaro colocou, como título, a frase bíblica que usou como bordão de campanha: “E conhecereis a verdade e ela vos libertará”.

Na véspera, o blogueiro Allan dos Santos, alvo de um inquérito por fake news no Supremo Tribunal Federal, postou e depois apagou o vídeo com uma legenda fraudulenta, em que, teoricamente, o jornalista teria perguntado a Bolsonaro: “Vamos visitar nossa filha na cadeia?”, o que teria ensejado sua reação.

Acontece que a frase, cujo áudio aparece no início do vídeo postado por Bolsonaro, é dita por um feirante, que convida o presidente a “visitar a nossa feirinha da catedral”. O áudio abaixo, gravado por jornalistas que acompanhavam o presidente e flagraram sua agressão ao repórter, deixa claro:

Ao postar o vídeo com a frase bíblica, Bolsonaro não apenas reafirma como parece dizer que a ameaça ao jornalista é justificável. Nesta segunda-feira, em solenidade no Planalto, o presidente chamou os jornalistas que acompanhavam o evento de “bundões”.

Voltou a se referir ao seu próprio “histórico de atleta” ao lembrar que salvou um soldado da morte quando estava no Exército e repetiu que isso o tornava menos suscetível ao novo coronavírus. “Falei do meu histórico de atleta, e a imprensa vai pro deboche. Mas quando pega num bundão de vocês (jornalistas), que só sabem fazer maldade, usar a caneta para fazer maldades, a chance de sobreviver é muito menor que a minha. E quem falou ‘gripezinha’ foi o Dráuzio Varella”, afirmou, em tom exaltado.