Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro promete alterar hoje protocolo sobre uso de cloroquina

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Um dia depois de o Brasil bater novo recorde no número de mortos em decorrência do novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira, 15, que vai alterar, ainda hoje, o protocolo adotado pelo SUS de uso da cloroquina no combate à covid-19. A declaração foi dada após apoiadores questionarem o presidente sobre o assunto na saída do Palácio da Alvorada.

O presidente Jair Bolsonaro defendendo a cloroquina em reunião com líderes internacionais

O presidente Jair Bolsonaro defendendo a cloroquina em reunião com líderes internacionais Foto: Alan Santos/Planalto

“O protocolo deve ser mudado hoje porque o Conselho Federal de Medicina diz que pode usar desde o começo”, afirmou, segundo o Broadcast Político. Atualmente, a recomendação é que medicamento seja usado no tratamento de pacientes em casos graves da covid-19.

“O médico na ponta da linha é escravo do protocolo. Se ele usa algo diferente do que está ali e o paciente tem alguma complicação, ele pode ser processado”, explicou. No início da semana, o ministro da Saúde, Nelson Teich, disse pelas redes sociais que os pacientes com covid-19 devem entender os riscos e assinar o “Termo de Consentimento” antes de iniciar o tratamento com a droga.

Bolsonaro lembrou, contudo, que “é direito do paciente” decidir sobre o seu tratamento. Defendida também pelo presidente dos EUA, Donald Trump, ainda não tem eficácia comprovada contra o novo coronavírus. O Conselho Federal de Medicina publicou nota técnica permitindo a prescrição do medicamento mesmo em casos leves da doença, com as ressalvas dos riscos.