Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro provoca: ‘O Rio está pegando hoje’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O presidente Jair Bolsonaro riu ao comentar o afastamento do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), por supostos desvios na área da Saúde. “O Rio está pegando, o Rio está pegando hoje. Está sabendo do Rio hoje? Governador já… Quem é teu governador?”, reagiu Bolsonaro a um apoiador que o questionou sobre a situação do Estado, na saída do Palácio da Alvorada, nesta sexta-feira, 28.

Wilson Witzel e o presidente Jair Bolsonaro durante evento em outubro de 2019 Foto: Mauro Pimentel/AFP

O vice-presidente Hamilton Mourão também comentou a decisão do Superior Tribunal de Justiça e avaliou ser “difícil” que Witzel retome o cargo. “Eu lamento pelo povo do Rio de Janeiro que sofre a ausência de estado. A gente tem de buscar uma forma para reverter essa situação. Eu acredito que, ao longo desses próximos seis meses, esse processo de impeachment deve avançar. Acho difícil que ele volte”, disse o general da ativa.

Entenda a denúncia

Witzel foi afastado do cargo por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e foi denunciado, junto com a mulher e mais sete pessoas, por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa envolvendo empresas ligadas à área da saúde. A denúncia aponta pagamentos feitos por empresas ligadas a Mário Peixoto, preso na Lava Jato, e pela empresa da família de Gothardo Lopes Netto, ex-prefeito de Volta Redonda (RJ), ao escritório de advocacia da primeira-dama Helena Witzel, que “foi utilizado para escamotear o pagamento de vantagens indevidas ao governador, por meio de contratos firmados com pelo menos quatro entidades da saúde ligadas a membros da organização criminosa e recebimento de R$ 554.236,50, entre agosto de 2019 e maio de 2020”.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Jair BolsonaroWilson WitzelAfastamento