Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Bolsonaro quer novo PL sobre excludente de ilicitude; Lira foi contra o tema

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Mais uma vez, Jair Bolsonaro voltou a falar do excludente de ilicitude para Policiais Militares e Forças de Segurança. Em evento no Ceagesp, em São Paulo, e no dia em que a PM comemora 189 anos, o presidente da República disse que, com os novos presidentes no Congresso, quer um projeto que trata do assunto.

O presidente da República, Jair Bolsonaro. Foto: Isac Nóbrega/PR

“Aos hipócritas, não é permissão para matar. É o direito de não morrer, dar a vida se preciso for. Entre a vida de um policial e de mil vagabundos ou de 111 vagabundos, que é um número bastante emblemático, eu fico com aquele policial militar”, disse o presidente.

O candidato de Bolsonaro ao cargo, Arthur Lira (PP-AL), foi contra o tema quando esteve em debate no pacote anticrime. “A Câmara já se posicionou diversas vezes sobre o excludente de ilicitude e nós refutamos todas as vezes. A maneira abstrata de você tratar essas situações, elas levam insegurança monumental de qualquer cidadão brasileiro. O excludente de ilicitude é um tema como muitos outros que o Congresso já refutou em não aprovar e o governo insiste em mandar”, disse em entrevista à CBN em dezembro do ano passado.