Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro quer que PSL ‘arrume a casa’

Equipe BR Político

Como condição para sua permanência no partido, inclusive para uma eventual candidatura à reeleição, o presidente Jair Bolsonaro cobrou a cúpula de seu partido, o PSL, para que “arrume a casa” e afine o discurso com o governo. Na quinta-feira, 1, uma reunião a portas fechadas no gabinete presidencial reuniu o presidente da legenda, Luciano Bivar (PSL-PE), o vice-presidente Antônio Rueda e a advogada Karina Kufa.

O presidente deixou claro que o partido precisa demonstrar “unidade”. Bolsonaro teria dito aos dirigentes partidários que não dá para a sigla manter essa relação de “merda” com o governo. Ele reclamou do clima de desarmonia da legenda e de deputados que o atacam frequentemente. Na visão do presidente, Bivar precisa “enquadrar” os deputados, convidá-los a afinar o discurso e também evitar novas dissidências nas votações no Congresso, segundo o Globo. No primeiro semestre, parlamentares da bancada do PSL chegaram a votar contra algumas pautas do governo. Houve uma ocasião em que o próprio Bivar votou pela aprovação da urgência do projeto que derruba o decreto de alteração da Lei de Acesso à Informação, na contramão da orientação do governo.

Tudo o que sabemos sobre:

PSLJair Bolsonaro