Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro quer reforma ‘menos desidratada possível’

Equipe BR Político

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira, 13, que quer a reforma da Previdência seja desidratada “o menos possível”, mas ponderou também que o Executivo não é “dono das leis”. A Comissão Especial da reforma da Previdência está reunida neste momento para a leitura do relatório da proposta que altera as regras da aposentadoria no Brasil. “A gente quer que desidrate o menos possível, queremos aprovar a reforma da Previdência. O que o parlamento fizer, nós obviamente acataremos e é sinal que eles descobriram que têm coisas que podem ser alteradas e vamos aceitar”, respondeu Bolsonaro, segundo o Broadcast Político.

Bolsonaro comentou que gostaria que o sistema de capitalização fosse mantido e que o governo irá atuar nesse sentido. “Capitalização é outra coisa, nós apresentamos a nossa proposta. Nós não somos os donos da leis. Mesmo Medida Provisória. que tem efeito imediato. depois de algum tempo ela pode ser alterada e ser rejeitada. Gostaríamos que fosse mantida a capitalização e vamos lutar nesse sentido”, disse.