Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro reafirma possibilidade de estender renda básica

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O presidente Jair Bolsonaro voltou a falar sobre a prorrogação do pagamento da renda básica emergencial nesta quinta-feira, 28. Na saída do Palácio da Alvorada, Bolsonaro afirmou que o governo estuda pagar mais duas parcelas do auxílio possivelmente com um valor menor que os R$ 600 das três já previstas inicialmente. “Estamos estudando a começar a abrandar essa questão para a quarta e a quinta parcela (do auxílio), talvez de valor um pouco menor”, disse.

O presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente voltou a defender também que as medidas econômicas tomadas pelo governo estão salvando o País de um “possível caos” e afirmou que servidores públicos podem ser afetados. “Servidores públicos vão pagar o preço também porque a economia não está rodando, vai faltar dinheiro para pagá-los também”, declarou, depois de voltar a atacar as medidas de isolamento decretadas por governadores e prefeitos. “Não queiram botar a inconsequência, a insanidade, de alguns que destruíram suas economias locais no colo do presidente da República”, disse.

Na esteira de seu discurso contrário às medidas de contenção sanitária, Bolsonaro agora idealizou o que chamou de “terceira onda”. Em sua teoria, a pobreza no pós-crise poderia levar o País a “mergulhar por inércia em um regime diferente”. O presidente citou novamente a situação da Venezuela e da Argentina e questionou: “Será que vocês querem isso para o Brasil?”.