Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro reclama de ‘campanha política’ em medidas contra o coronavírus

Gustavo Zucchi

Exclusivo para assinantes

Jair Bolsonaro e Wilson Witzel parecem dispostos a subir o tom da troca de acusações em meio à crise do coronavírus. A decisão do governador do Rio de fechar as fronteiras do Estado provocaram irritação no chefe do Executivo Federal. Após o próprio Ministério da Infraestrutura avisar que a decisão não cabe ao poder estadual, e Witzel reclamar da lentidão das ações do Planalto, Bolsonaro aproveitou a entrevista coletiva da tarde desta sexta-feira para classificar as atitudes do adversário como “campanha política”.

O presidente, Jair Bolsonaro

O presidente, Jair Bolsonaro Foto: Alan Santos/PR

“Tem alguns falando em liberar pedágio, energia e cria expectativas. O governo federal e estadual não têm condições de bancar isso. Essas falsas expectativas não podem vir no bojo de uma campanha política”, disse. Mais do que isso, Bolsonaro prometeu agir para que outros Estados não tenham iniciativas semelhantes, intensificando e radicalizando as medidas restritivas contra a pandemia. “A gente vai colocando eles na linha da racionalidade.”