Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro reconhece que não há comprovação de eficácia do uso da cloroquina contra covid-19

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Pelo Twitter, o presidente Jair Bolsonaro admitiu nesta quarta-feira, 20, que não há evidência científica que comprove a eficácia do uso da cloroquina no combate à covid-19.

“Ainda não existe comprovação científica. Mas sendo monitorada e usada no Brasil e no mundo. Contudo, estamos em Guerra: ‘Pior do que ser derrotado é a vergonha de não ter lutado’. Deus abençoe o nosso Brasil!”, escreveu o presidente no Twitter. O comentário vem na esteira da mudança no protocolo, publicada hoje pelo Ministério da Saúde, para a prescrição do remédio em todas as fases da doença.

O presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro Foto: Gabriela Biló/Estadão

Segundo o documento divulgado pela pasta, fica permitida a prescrição de cloroquina para casos leves da covid-19. O entendimento anterior era a prescrição do medicamento apenas para casos graves. A droga, contudo, como indicou o próprio presidente na publicação, não tem eficácia comprovada contra o novo coronavírus.

“O Ministério da Saúde divulga orientações para tratamento da covid-19, onde a cloroquina pode ser ministrada em casos leves, com recomendação médica e autorização do próprio paciente/família”, escreveu o presidente.

Tudo o que sabemos sobre:

Jair Bolsonarocloroquinacoronavírus