Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Bolsonaro repete: ‘Minha decisão é a de não adquirir a vacina chinesa’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O presidente Jair Bolsonaro voltou a usar as redes sociais na manhã desta quarta-feira, 21, para desautorizar o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e afirmar que o governo federal não vai comprar doses da coronavac, vacina candidata contra covid-19 do laboratório chinês Sinovac Biotech testada no Brasil pelo Instituto Butantan. “O povo brasileiro não será cobaia de ninguém”, escreveu Bolsonaro nas redes sociais.

O presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro Foto: Gabriela Biló/Estadão

Em publicação no Facebook, o presidente se referiu ao imunizante como “vacina chinesa de João Doria”, o que reforça a politização que vem sendo feita em torno do medicamento. “Para o meu governo, qualquer vacina, antes de ser disponibilizada à população, deverá ser COMPROVADA CIENTIFICAMENTE PELO MINISTÉRIO DA SAÚDE e CERTIFICADA PELA ANVISA”, escreveu Bolsonaro.

A coronavac está na fase 3 de testagem com voluntários brasileiros desde julho deste ano. É nesta etapa que é avaliada a eficácia da vacina, ou seja, se ela protege contra o novo coronavírus. Pelo trâmite normal para registro de qualquer imunizante, caso os testes de fase 3 comprovem que ela é uma vacina eficaz, a coronavac precisa de ser aprovada pela Anvisa para iniciar a vacinação.

“Não se justifica um bilionário aporte financeiro num medicamento que sequer ultrapassou sua fase de testagem. Diante do exposto, minha decisão é a de não adquirir a referida vacina”, concluiu o presidente.

Mais cedo, ao responder um seguidor que disse não querer a vacina por causa de uma suposta “interferência da ditadura chinesa” no País, o presidente já havia dito que a coronavac “não será comprada” pelo governo.

– A vacina chinesa de João Dória:- Para o meu Governo, qualquer vacina, antes de ser disponibilizada à população,…

Publicado por Jair Messias Bolsonaro em Quarta-feira, 21 de outubro de 2020