Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro repudia invasão de embaixada

Equipe BR Político

O presidente Jair Bolsonaro usou há pouco as redes sociais para repudiar a invasão da embaixada venezuelana em Brasília feita por pessoas ligadas a Juan Guaidó, autoproclamado presidente da Venezuela. Segundo ele, o governo está “tomando as medidas necessárias” para resolver o caso. Mais cedo, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro apoiou a ação do grupo pró-Guaidó.

Foto: REUTERS/Adriano Machado

“Diante dos eventos ocorridos na Embaixada da Venezuela, repudiamos a interferência de atores externos. Estamos tomando as medidas necessárias para resguardar a ordem pública e evitar atos de violência, em conformidade com a Convenção de Viena sobre Relações Diplomáticas”, escreveu o presidente no Twitter.

A invasão da embaixada causou preocupação na Organização das Nações Unidas. A entidade emitiu um alerta dizendo que “todos os Estados membros são responsáveis pela segurança das embaixadas e dos funcionários diplomáticos em seus países, em linha com a Convenção de Viena”, tratado diplomático internacional que estabelece as regras comuns para os Estados-nações.