Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro: ‘Sargento pego com cocaína vai pagar um preço alto’

Equipe BR Político

O presidente Jair Bolsonaro falou rapidamente em sua transmissão nas redes sociais semanal  sobre o incidente envolvendo o segundo-sargento pego em um voo da FAB com 39 kg de cocaína.  Bolsonaro disse que foi “muita coincidência” o militar ter sido pego justamente um dia antes de sua viagem ao Japão para participar do G-20 e que associá-lo ao episódio seria “brincadeira”. “Quero agradecer publicamente o governo espanhol que deteve o elemento e não deteve a tripulação. Se estivesse no nosso avião, seria uma falha nossa, mas no meu avião até minha bagagem é revistada. Ninguém pergunta se deve revistar minha bagagem, sabe que tem que revistar e ponto final”, disse o presidente.

“Vai pagar um preço alto ainda. Não sei se tem prisão perpétua na Espanha”, afirmou o presidente, aproveitando para fazer uma breve propaganda da pena de morte, afirmando que se o caso tivesse acontecido na Indonésia, o destino do militar seria outro. “No passado já teve um traficante executado lá. O (ex-presidente) Lula pediu clemência e não teve jeito”, perguntando na sequência ao seu filho, o deputado Eduardo Bolsonaro se “a Indonésia é um país seguro”. “100% seguro. Na primeira viagem nossa ele teve “azar”. Nas outras ele foi tranquila, na primeira nossa ‘créu’. Melhor já ir se acostumando que conosco é assim.”

Tudo o que sabemos sobre:

cocaínaJair Bolsonaro