Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro se diz ‘preocupado’ ao citar ‘graves problemas sociais’ para 2021

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Diante do impasse para a criação de um programa assistencial para chamar de seu, o Renda Cidadã, o presidente Jair Bolsonaro reafirmou nesta manhã de terça, 29, não estar preocupado com sua reeleição, mas citou a possibilidade de haver “graves problemas sociais” em 2021, o que impactaria o calendário eleitoral em 2022, enquanto os “responsáveis pela destruição de milhões de empregos agora se calam”, segundo ele. Mas, diante das perspectivas, pediu ajuda aos congressistas com a promessa de que serão respeitados o teto de gastos e a responsabilidade fiscal.

O presidente Jair Bolsonaro Foto: Gabriela Biló/Estadão

 “Os responsáveis pela destruição de milhões de empregos agora se calam. O meu governo busca se antecipar aos graves problemas sociais que podem surgir em 2021, caso nada se faça para atender a essa massa que tudo, ou quase tudo, perdeu”, escreveu o chefe do Planalto no Facebook.

O aceno ao Congresso vem no momento em que vários parlamentares veem obstáculos na proposta da equipe econômica de usar recursos dos precatórios e do Fundeb para financiar a recauchutagem do Bolsa Família. “A responsabilidade fiscal e o respeito ao teto são os trilhos da Economia. Estamos abertos a sugestões juntamente com os líderes partidários”, disse.

Ao negar estar com pensamento fixado em 2022, afirmou que, “na verdade, estou pensando é em 2021, pois temos milhões de brasileiros que perderam seus empregos ou rendas e deixarão de receber o auxílio emergencial a partir de janeiro/2021.”

Tudo o que sabemos sobre:

Jair BolsonaroRenda Cidadã