Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro ‘só sobrevive com a bipolarização’, diz Wagner

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Citado como eventual candidato em 2022 ao governo da Bahia, o senador Jaques Wagner (PT-BA) ecoa o que parte da oposição tem afirmado, não sem desprezo, sobre o presidente Jair Bolsonaro em relação às futuras disputas eleitorais: “O presidente hoje só sobrevive com a bipolarização. Ou matar, ou morrer. Ou está comigo, ou está com o outro. Isso só é bom na torcida de futebol”, escreveu o parlamentar nesta segunda, 3, no Twitter, sem citar partidos.

O senador Jaques Wagner

O senador Jaques Wagner Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Polarização, autocrítica ou hegemonia são palavras sempre em foco pela centro-direita quando o assunto é o PT, maior partido com representação no parlamento do País.

Com as peças sendo movidas em razão da disputa municipal na capital baiana, o ex-governador da Bahia reforça as críticas contra Bolsonaro na condução da pandemia do novo coronavírus pelo governo federal. Para ele, a tensão que o chefe do Planalto faz questão de criar sobre o assunto “vai prejudicar não só a retomada da economia, como já tem prejudicado o Brasil no cenário internacional. Hoje nós estamos no limbo da história”, reforçou.