Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro tenta se desvincular de senador flagrado com dinheiro na cueca

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Em sua primeira declaração pública sobre o caso do vice-líder do governo no Senado flagrado pela Polícia Federal com R$ 30 mil escondidos na cueca, o presidente Jair Bolsonaro tentou desvincular o Planalto do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), que foi alvo de operação que apura o desvio de verba destinada ao combate à pandemia de covid-19. Em conversa com apoiadores na manhã desta quinta-feira, 15, Bolsonaro repetiu que seu governo está combatendo a corrupção.

Senador Chico Rodrigues e presidente Jair Bolsonaro. Foto: Reprodução/Twitter

“Parte da imprensa me acusando do cara ser meu amigo, eu coloquei como vice-líder e que eu não combato a corrupção. Vamos deixar bem claro, essa operação da Polícia Federal de ontem, como metade das operações, foi em conjunto com Controladoria-Geral da União. Ou seja, nós estamos combatendo a corrupção. Não interessa quem seja a pessoa suspeita”, disse Bolsonaro na saída do Palácio da Alvorada.

Apesar da tentativa de se afastar de Chico Rodrigues, em vídeo disponível na internet, Bolsonaro troca afagos e elogios com o senador, incluindo uma piada dizendo que os dois tinham quase “união estável” pelos vinte anos de amizade na Câmara dos Deputados.

Segundo o presidente, a operação de ontem é “fator de orgulho” para seu governo e que algumas pessoas acham que toda corrupção tem a ver com o Executivo, mas que seu governo “são os ministros, as estatais e bancos oficiais.”