Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro tenta se isentar de efeitos da pandemia

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Horas depois de o governo causar polêmica ao mudar os dados de mortos pela covid-19, o presidente Jair Bolsonaro tentou se isentar, mais uma vez, na manhã desta segunda-feira, 8, dos efeitos da pandemia no País. Pelo Twitter, o chefe do Executivo repetiu que, por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), é atribuição de governadores e prefeitos as decisões sobre ações de combate ao novo coronavírus.

O presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro Foto: Joédson Alves/EFE

“Lembro à Nação que, por decisão do STF, as ações de combate à pandemia (fechamento do comércio e quarentena, p.ex.) ficaram sob total responsabilidade dos governadores e dos prefeitos”, escreveu. O presidente citou ainda o pagamento da renda básica emergencial no valor de R$ 600 como medida do governo para evitar o desemprego.

“Ao lado disso forças nada ocultas, apoiadas por parte da mídia, açoitam o Presidente da República das mais variadas formas para deslegitimá-lo ou atrapalhar a governança”, completou.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Jair Bolsonarocoronavíruspandemia