Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Bolsonaro trai seu compromisso com o povo do Amazonas’

Gustavo Zucchi

A decisão do presidente Jair Bolsonaro de reduzir para 8% a alíquota do IPI do concentrado de xarope de refrigerantes produzidos na Zona Franca de Manaus (ZFM) irritou o deputado Marcelo Ramos (PL-AM), um dos representantes do Estado na Câmara dos Deputados. “(Bolsonaro) trai seu compromisso com o povo do Amazonas e coloca o polo de concentrados e a ZFM, e consequentemente os empregos dos amazonenses, no corredor da morte”, disse Ramos.

Segundo o presidente, ele deve assinar até a próxima segunda-feira, 20, um decreto sobre o assunto. Ele sinalizou que até 2022 deve baixar a alíquota para 4%. “A medida, como anunciada pelo presidente, apenas adia o problema e dá tempo para que as empresas preparem a saída de Manaus”, afirmou o deputado. Quanto maior a alíquota, maior a renúncia fiscal enquanto o inverso, com uma alíquota menor, gera mais receitas ao Tesouro.