Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro usa Enéas como ‘especialista’ na Amazônia

Equipe BR Político

Antes de iniciar sua série de eventos neste sábado, que deve contar com ida à Festa de Peão de Barretos, o presidente Jair Bolsonaro continuou sua escalada verbal contra países europeus que pedem maior cuidado com a Amazônia. Desta vez, Bolsonaro utilizou o finado Enéas Carneiro como “especialista” para embasar sua teoria de que a Europa está preocupada com as riquezas da região e não com sua preservação.

“Enéas Carneiro, sargento do Exército e médico, nos dá a certeza da urgência de nos preocuparmos com a rica e cobiçada Amazônia”, disse o presidente, compartilhando uma montagem na qual a voz de Enéas (que ficou conhecida pelo bordão “meu nome é Enéas”) aparece especulando sobre os interesses internacionais na Amazônia. Para quem não lembra, Enéas foi presidente do Prona (Partido de Reedificação da Ordem Nacional) e foi candidato à Presidência da República em 1989, 1994 (terceiro mais votado) e 1998 (quarto mais votado). Tinha um discurso nacionalista com algumas propostas exóticas, como a criação de uma bomba atômica brasileira.