Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro usa viagem oficial para coletar assinaturas para Aliança

Equipe BR Político

Em viagem oficial a Manaus, na terça-feira, 26, o presidente Jair Bolsonaro participou de culto no templo da Assembleia de Deus da capital e, após um discurso rápido, aliados do presidente coletaram assinaturas para a criação do partido Aliança pelo Brasil, idealizado pelo chefe do Executivo. O evento estava previsto na agenda oficial da Presidência, ou seja, fez parte da viagem oficial de Bolsonaro. Viagens deste tipo, em geral, são custeadas com dinheiro público.

Durante o discurso, como informa o Globo, Bolsonaro reafirmou que irá indicar um ministro evangélico para o STF. Durante seu mandato, o presidente poderá indicar duas cadeiras ao Supremo, já que dois ministros devem se aposentar até 2022. O primeiro a se aposentar será o decano Celso de Mello, em novembro do ano que vem. Já Marco Aurélio vai se aposentar no dia 12 de julho de 2021. “O meu governo lutará pela manutenção da família, porque nos governos anteriores colocavam até em livros escolares que (uma família) podia até ser formada por um juntamento de duas coisas. E tem duas vagas para ministro do Supremo, e um será cristão e evangélico”, disse.

Bolsonaro foi a Manaus na terça-feira, 26, quando participou do evento religioso, e nesta quarta-feira, 27, deve comparecer à abertura da Feira de Sustentabilidade do Polo Industrial de Manaus – FesPIM, de acordo com a agenda presidencial.