por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro vê capitalização de fora da reforma

Equipe BR Político

O presidente Jair Bolsonaro admitiu nesta sexta-feira, 5, que a proposta de capitalização na reforma da Previdência poderá não ser aprovada pelo Congresso Nacional. “Vai ter reação. Eles (parlamentares) vão tirar”, disse Bolsonaro. O presidente sugeriu deixar a introdução do modelo de capitalização, que prevê a adoção de contas individuais para os novos entrantes no mercado de trabalho, para um “segundo turno”.

É a sinalização de que a discussão da proposta, uma das mais polêmicas, poderá ficar para um segundo momento depois de aprovada a reforma da Previdência. “Minha sugestão é deixar menos complicado”, afirmou. Bolsonaro também reconheceu as dificuldades para aprovar as mudanças no BPC e nas regras da aposentadoria rural. Mas ao responder pergunta sobre a possibilidade de desidratação da reforma, o presidente afirmou: “Tem que perguntar para o Rodrigo Maia”, informou o Broadcast Político.

Notícias relacionadas