Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro vê duas saídas contra cortes

Equipe BR Político

Em uma sequência de mensagens publicada no Twitter na manhã desta sexta-feira, 17, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que existem apenas dois caminhos para evitar contingenciamento de gastos. “Ou imprime dinheiro e gera inflação, ou comete-se crime de responsabilidade fiscal”, escreveu. No mesmo tom do que disse ontem, em Dallas, sobre a possibilidade de sofrer impeachment por crime de responsabilidade, Bolsonaro disse que “quem finge não entender essa lógica age como um abutre, aguardando ansiosamente pelo mal do Brasil para no fim se alimentar dele”.

O presidente, assim como o ministro da Educação, voltou a culpar os governos anteriores pela falta de verba e pelos recentes cortes. “Temos trabalhado de modo a conter essas ações, necessárias pela herança dos rombos causados pelo desgoverno do PT, e manter, na medida do possível, a destinação dos recursos para áreas essenciais, mesmo com pouco dinheiro, mas existe uma realidade e não podemos extrapolá-la”, escreveu. Segundo o presidente, essas “são as consequências de um governo socialista”, avaliou.