Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro visita Centro de Memória do Holocausto

Equipe BR Político

“Aquele que esquece seu passado está condenado a não ter futuro”. Foi com esta frase, que disse ser de autoria própria, que o presidente Jair Bolsonaro marcou sua passagem durante visita a Yad Vashem, Centro de Memória do Holocausto. O museu é um local de tributo aos seis milhões de judeus mortos no Holocausto. No local, ele também citou uma passagem da Bíblia e disse estar tocado.

Ele fez o curto pronunciamento após assinar o livro de visitantes. Antes, ele participou de uma cerimônia no Hall da Memória. O presidente acionou a alavanca que ativa a Chama Eterna e, em seguida, bateu continência. Bolsonaro também depositou coroa de flores no local e fez um minuto de silêncio. Ao final, houve uma oração, informou o Broadcast Político.

Tudo o que sabemos sobre:

Jair Bolsonaromuseu do HolocaustoIsrael