Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Bolsonaro volta a atacar repórter

Equipe BR Político

O presidente Jair Bolsonaro ironizou, na manhã desta terça-feira, 18, a repórter Patrícia Campos Mello, da Folha, a partir das mentiras ditas no depoimento de Hans River à CPMI das fake news. “Ela (repórter) queria um furo. Ela queria dar o furo a qualquer preço contra mim, disse o presidente, rindo”. As declarações foram feitas em frente ao Palácio da Alvorada.

Foto: Reprodução

Na última terça-feira, 11, em depoimento à CPMI das fake news, o ex-funcionário da Yacows disse que a jornalista teria oferecido sexo em troca de informações sobre a rede de disparos em massa de WhatsApp que teria atuado em prol de Bolsonaro durante as eleições de 2018.

“Lá em 2018 ele (Hans) já dizia que ele chegava e ia perguntando: ‘O Bolsonaro pagou pra você divulgar pelo Whatsapp informações?’. E outra, se você fez fake news contra o PT, menos com menos dá mais na matemática, se eu for mentir contra o PT, eu tô falando bem, porque o PT só fez besteira.”

Após os ataques do presidente, a Folha emitiu nota de repúdio aos comentários feitos pelo chefe do Executivo. “O presidente da República agride a repórter Patrícia Campos Mello e todo o jornalismo profissional com a sua atitude. Vilipendia também a dignidade, a honra e o decoro que a lei exige do exercício da Presidência”, diz a nota assinada pelo diretor de redação da Folha, Sérgio Dávila.