Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

BR18 e Ideia Big Data estreiam parceria com pesquisas e análises

Equipe BR Político

O BR18, site de informação e análise política do Estadão, e o instituto Ideia Big Data estreiam uma parceria para oferecer semanalmente ao leitores pesquisas sobre os assuntos mais quentes do noticiário e artigos sobre política e dados, assinados pela equipe de especialistas do instituto.

As pesquisas semanais são levantamentos nacionais, feitos por telefone, nos quais os entrevistados são convidados a responder perguntas sobre um tema em discussão no País, definido em conjunto pelas equipes do BR18 e da Ideia.

Nas últimas semanas, o BR18 já publicou sondagens que mostraram a opinião dos brasileiros sobre a realização dos protestos do último domingo, dia 26, sobre o contingenciamento de gastos na educação, sobre a importância dos militares para o governo Bolsonaro e sobre o papel do Brasil na crise da Venezuela.

As colunas, por sua vez, serão publicadas às terças-feiras e trarão as análises de quatro executivos do instituto, que vão se revezar nesse espaço. Quem inaugura a seção é o economista Mauricio Moura, presidente do Ideia Big Data, que comenta os resultados das eleições europeias .

Nas próximas semanas, Mauricio será sucedido pela jornalista Cila Schulman, vice-presidente do Ideia Big Data, pelo publicitário Moriael Paiva, vice-presidente de digital do instituto, e pelo cientista social Danilo Cersosimo, vice-presidente de opinião pública do Ideia.

“A parceria com o Ideia Big Data traz um importante serviço ao leitor do BR18. Com as pesquisas e análises, nosso assinante terá mais ferramentas para compreender o noticiário político do País e o impacto desses fatos no seu dia-a-dia”, afirma João Caminoto, diretor de Jornalismo do Grupo Estado.

“A parceria com o Grupo Estado nos enche de orgulho. Poder compartilhar nossas pesquisas e análises com os leitores do grupo nos motiva muito e esperamos ajudá-los a navegar melhor pelas nuances da opinião pública”, diz Mauricio Moura.