Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Brigar com a França não sai barato

Equipe BR Político

A briga do governo brasileiro com o presidente francês, Emmanuel Macron, pode, literalmente, custar caro: um levantamento feito pelo ministério da Economia mostrou que os franceses foram os líderes em investimento no País no segundo trimestre de 2019. Neste período, a França investiu R$ 35,6 bilhões no Brasil, considerando ações como fusões e aquisições, reinvestimento de lucros, empréstimos e construções de novas instalações.

De acordo com a Folha, os franceses e italianos têm investido mais no Brasil desde 2018. Os Estados Unidos eram os maiores investidores até 2010, quando a China começou a ganhar destaque.

Briga de Bolsonaro e Macron tem impacto na economia brasileira

Foto: Dida Sampaio/Estadão

Macron e o presidente Jair Bolsonaro têm trocado farpas devido à crise na Amazônia. Uma das mais recentes foi a declaração de Bolsonaro de que não iria mais usar canetas Bic para assinar documentos, pois trata-se de uma marca francesa. Só tem um problema no raciocínio: mesmo não sendo brasileira, a Bic produz 95% de suas canetas na Zona Franca de Manaus (AM). O grupo emprega cerca de mil pessoas em suas fábricas no Amazonas e no Rio de Janeiro, segundo o jornal francês Sud-Ouest.