Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Brigas dentro e fora

Vera Magalhães

Jair Bolsonaro comprou mais uma briga no front externo ao ofender a ex-presidente do Chile Michelle Bachelet e a memória de seu pai, Alberto Bachelet, torturado e assassinado pela ditadura de Pinochet. E aonde essas brigas nos levarão, questiona Eliane Cantanhêde em sua coluna no Estadão nesta sexta-feira?

Michelle Bachelet, alta comissária da ONU para Direitos Humanos e ex-presidente chilena

Michelle Bachelet, alta comissária da ONU para Direitos Humanos. Foto: Enrique Marcarian/Reuters

Ela lembra que as caneladas nada diplomáticas de Bolsonaro em dirigentes de outros países só se multiplicam, levam a que aliados, como Sebastián Piñera, tenham de repudiar o presidente brasileiro, e, se não bastasse, se somam a confrontos também com vários setores no front interno. “Uma boa pergunta é o que Bolsonaro e o Brasil ganham com tantas guerras ao mesmo tempo, mas essa tem resposta na ponta da língua. A grande, enorme, dificílima questão é aonde tudo isso vai parar. Ou melhor: para onde vai nos levar.”