Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Britânicos e russos se unem para testar vacina

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

A farmacêutica britânica AstraZeneca anunciou nesta sexta-feira, 11, que começará a testar uma combinação da vacina contra a covid-19 desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford e a Sputnik V, imunizante do Instituto Gamaleya, da Rússia. Os voluntários serão, assim, submetidos a uma dose de cada vacina.

“O programa de ensaios clínicos vai avaliar a segurança e imunogenicidade da combinação da ASD1222, desenvolvida pela AstraZeneca e a Universidade de Oxford, e a Sputnik V”, disse a AstraZeneca em comunicado.

Resultados preliminares da fase final de testes da vacina de Oxford apontam eficácia média de 70,4%. Os dados foram publicados na revista científica The Lancet na terça-feira, 8.

A Sputnik V começou a ser distribuída pelo governo russo em novembro, mesmo sem os resultados finais dos estudos clínicos. Uma análise preliminar apontou que o imunizante tem 92% de eficácia. As informações são da agência Reuters.

Tudo o que sabemos sobre:

AstraZenecaSptunik Vvacinas