Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

BRP Recomenda: Bolsonaro maneja suas crises

Vera Magalhães

Jair Bolsonaro provavelmente não imaginava que a sanção à criação do juiz de garantias, incluído pelo Congresso na lei anticrime, lhe renderia tamanho desgaste junto a apoiadores. A primeira semana útil de 2020 começa com o presidente ainda tentando apagar este incêndio, que dominou o noticiário das duas últimas semanas de 2019, juntamente com outro noticiário que atinge o presidente junto a seu público cativo: o fato de ele ter decidido não vetar o aumento do “fundão eleitoral”.

As duas crises têm em comum mostrar contradições entre o comportamento do presidente e suas promessas de “nova política”, grande combustível de sua eleição em 2018. Reportagem do Globo nesta segunda-feira mostra todos os esforços envidados por Bolsonaro nas redes sociais para minimizar o impacto da sanção do juiz de garantias: só lives no Facebook sobre o tema já foram três, desde a sanção da lei, às vésperas do Natal.

Enquanto o STF não se debruça sobre os pedidos de liminares feitos por entidades e partidos contra a criação do juiz de garantias, juristas são convidados a analisar o impacto da medida, também no Globo.