Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

BRP Recomenda: O que dizem os editoriais

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Nesta quarta-feira, 29, o Estadão comenta sobre a dificuldade que Jair Bolsonaro tem em organizar sua base no Congresso. Em especial após a cisão com a saída do DEM e do MDB do chamado Centrão. “O presidente Jair Bolsonaro terá que trabalhar bem mais se quiser ter uma base razoavelmente sólida no Congresso. Se já havia dúvidas sobre a consistência do apoio de partidos movidos a prebendas estatais, como mostraram derrotas dolorosas em algumas votações recentes na Câmara, agora a aritmética também começou a jogar contra.”

O jornal comenta em outro texto sobre as recentes atitudes da Advocacia-Geral da União em defesa da militância bolsonarista. “Um dos traços distintivos dos estadistas é a capacidade que têm de separar os assuntos de Estado dos de governo, mais ainda dos particulares. Não há vivalma que espere que o presidente Jair Bolsonaro aja como um estadista. No entanto, algum grau de institucionalidade, mínimo que seja, deve haver, se não por parte do presidente da República, por aqueles que têm o dever funcional de assessorá-lo.”

O jornal também comenta o superávit nas contas externas, mas com ressalvas. “Boa notícia, mas nem tanto, o superávit de US$ 2,23 bilhões nas contas externas de junho reflete principalmente a crise do coronavírus, com muita insegurança, consumo deprimido, menos viagens para fora e menor remessa de lucros e dividendos. O resultado de um ano antes havia sido um saldo negativo de US$ 2,66 bilhões. A economia já andava mal, com o governo indiferente ao desemprego, mas ainda se movia na superfície. Nem essa medíocre normalidade sobrou em 2020. Desde o grande choque de abril, o País completou três meses de saldos positivos nas transações correntes, uma raridade. O semestre terminou com um déficit de US$ 9,73 bilhões, menos de metade do buraco de US$ 21 bilhões contabilizado de janeiro a junho de 2019.”

Tudo o que sabemos sobre:

Editorial Estadão