Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

BRP Recomenda: O que dizem os editoriais

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O Estadão desta quarta-feira, 4, trata da “necessidade” de Jair Bolsonaro em reafirmar sua liderança no governo. “Quem precisa reafirmar o tempo todo que tem poder talvez não o tenha de fato. Quando o presidente Jair Bolsonaro declara, pela enésima vez, que ‘quem manda sou eu’, como fez recentemente, está na verdade confirmando a enorme dificuldade de fazer valer o poder que o cargo lhe confere. E isso tem implicações graves para o País, retratadas em cores vivas pela gritante falta de rumo do governo.”

O jornal trata também do “jornalismo marrom” na era da internet. “O Facebook, ecoando outras mídias sociais, costuma dizer que desde as eleições norte-americanas de 2016 tem aprendido a lidar com a desinformação. Às vésperas de um novo pleito, um levantamento do German Marshall Fund sugere que a lição de casa precisa ser feita com mais empenho. Segundo o instituto, nos EUA as interações com fontes enganosas no Facebook triplicaram desde 2016.”

Ainda há um debate sobre a difícil escolha que o governo terá para a Economia brasileira. “Sustentada até agora pelo consumo das famílias, a recuperação econômica poderá fraquejar em 2020, se o auxílio emergencial for extinto, como planeja o governo. Mas é preciso manter o apoio, porque a crise do coronavírus continua, o desemprego deve permanecer elevado e o cenário mundial de 2021 é muito inseguro, alerta o Fundo Monetário Internacional (FMI). A conclamação vale para muitos países, incluídos aqueles, como o Brasil, com pouco espaço nas contas públicas. Para esses países, a recomendação é acompanhada de uma fórmula: rever prioridades, para usar o dinheiro onde é mais necessário. A solução pode servir mais facilmente a outros países. É mais complicado aplicá-la ao caso brasileiro.”

Tudo o que sabemos sobre:

Editorial Estadão