Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

BRP Recomenda: O que dizem os editoriais

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O Estadão desta quinta-feira, 4, trata da atual situação de Paulo Guedes. “Foi-se o tempo em que o ministro da Economia era o esteio do governo federal, especialmente em tempos de crise. Com status privilegiado, o chefe da equipe econômica quase sempre teve autoridade e prestígio para suportar as pressões inerentes a seu cargo, sobretudo porque é dele que se esperam decisões que vão afetar diretamente a vida da maioria dos brasileiros. Hoje não é mais assim.”

É tema de editorial também a deterioração das liberdades na rede. “A internet, como apoteose de um processo iniciado com o telégrafo e o telefone, materializou a utopia de um mundo sem distâncias onde cada ser humano – o “animal que fala”, na definição de Aristóteles – pode, em tese, se comunicar instantaneamente com todos os outros ao toque de um botão. Mas na prática, segundo o monitoramento Freedom on the Net, do instituto Freedom House, a liberdade global na rede se deteriorou pelo 10.º ano consecutivo.”

O jornal ainda discute o crescimento da violência política. “Crescem com alarmante velocidade os indícios de infiltração da criminalidade na política. Conforme monitoramento do Estado, a média de mortes por motivações políticas nos dez processos de eleições municipais desde a redemocratização é de 52. Neste ano, 76 brasileiros já foram assassinados por motivações políticas.”

Tudo o que sabemos sobre:

Editorial Estadão