Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

BRP Recomenda: O que dizem os editoriais

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Nesta quarta-feira, 6, editorial do Estadão critica a decisão de lançar Arthur Lira (PP-AL) como candidato à presidência da Câmara. “É embaraçosa a normalidade com que tem sido aceita a candidatura do deputado Arthur Lira (Progressistas-AL) para a presidência da Câmara. Com o histórico do parlamentar, já é um tanto estranho que ele continue sendo líder do partido na Câmara. No entanto, nesses estranhos tempos, nada parece ser capaz de ruborizar seus apoiadores. Como se sabe, o seu mais ilustre apoiador é o presidente Jair Bolsonaro.”

O jornal também comenta sobre as projeções que indicam recuperação lenta, mas com início de arrumação fiscal. “Apesar da alardeada recuperação em V, o Brasil levará quase dois anos para voltar ao nível de produção de 2019, se os fatos confirmarem as novas expectativas do mercado, contidas no primeiro boletim Focus divulgado neste ano. Depois de ter encolhido 4,36% em 2020, o Produto Interno Bruto (PIB) crescerá 3,40% em 2021 e 2,50% em 2022, segundo a mediana das projeções captadas pelo Banco Central (BC). Completado esse trajeto nada brilhante, o PIB de 2022 ficará apenas 1,36% acima do contabilizado três anos antes, no início do mandato do presidente Jair Bolsonaro. Se nenhuma grande transformação ocorrer, com a recuperação em V o País apenas confirmará sua posição entre os mais lentos na corrida global.”

A digitalização e equidade na Educação são tema de terceiro editorial. “A última análise da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) do Programa de Avaliação Internacional de Estudantes (Pisa) foi realizada com dados de 2018, antes, portanto, da covid-19. Mas o estudo Políticas Efetivas, Escolas Bem-sucedidas tem especial interesse por enfatizar dois desafios agravados com a pandemia: a digitalização e a equidade.”

Tudo o que sabemos sobre:

Editorial Estadão