Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Buraco fundo na Alerj

Equipe BR Político

Quando mais se cava, maior parece ser o “buraco” na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Investigação da PF, batizada de “Senhores Feudais”, é baseada em conversas telefônicas e concluiu que há indícios de um esquema de contratação de servidores fantasmas que repassariam parte de seus salários para deputados estaduais e assessores.

O servidor Jorge Luis de Oliveira Fernandes, seria o responsável pelo setor de “preparo de pagamentos” da Casa, na “coordenação de nomeações fraudulentas”. Fernandes é um dos citados no relatório do Coaf que mostra funcionários e ex-funcionários da Casa com movimentações de valores suspeitas, informou o Estadão.