Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Cabral não quer mais a caçamba da PF

Equipe BR Político

Sergio Cabral não quer mais andar na caçamba dos carros da Polícia Federal e sim no banco de trás. Os advogados do ex-governador do Rio, preso há um ano e sete meses, alegam que o político sofre de uma artrose aguda no joelho direito e padece de dores quando forçado a entrar na carroceria.

Segundo o Blog do Fausto, além do problema no joelho, a defesa de Cabral alega que o ex-governador deveria ser tratado da mesma forma que outros presos da Lava Jato, como Eduardo Cunha e Antonio Palocci, que não andam na caçamba: “Não faz sentido o requerente ser tratado como preso especial enquanto está no cárcere, mas não ter a mesma prerrogativa nos transportes que de lá o levam e lá o deixam”.

Tudo o que sabemos sobre:

Sérgio Cabral