Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Cai apoio a medidas de Doria e Covas contra coronavírus, aponta pesquisa

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Com quase três meses desde que foi iniciado o isolamento social no Estado de São Paulo, caiu entre os paulistas o apoio às medidas adotadas pelo governador João Doria (PSDB) e pelo prefeito da Capital, Bruno Covas (PSDB), aponta pesquisa da Rede Nossa São Paulo, em parceria com o Ibope, divulgada nesta terça-feira, 9.

Foto: Reprodução/ Rede Nossa São Paulo

O aumento na rejeição ocorre em meio ao processo de reabertura gradual de algumas cidades paulistas, entre elas, a Capital São Paulo. Em relação a Doria, a taxa dos que consideravam as medidas inadequadas aumentou de 21% dos entrevistados para 36%. Os que avaliaram adequadas passou de 68% para 51%. Movimento semelhante ocorre na administração municipal. A parcela da população que considera inadequadas as medidas tomadas por Covas saltou de 20% para 35% em um mês. Já os que consideravam as medidas adequadas caiu de 68% para 51%.

Os entrevistados também foram consultados sobre o presidente Jair Bolsonaro: 66% afirmaram que consideram inadequadas as medidas de enfrentamento adotadas pelo chefe do Executivo. Há um mês, este número era de 57%. Os que avaliaram como adequadas passou de 26% para 21%.

A pesquisa ouviu 800 pessoas, entre 21 de maio e primeiro de junho. A margem de erro é de três pontos para mais ou para menos.