Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Câmara amplia posse de arma para imóvel rural

Equipe BR Político

No avançado da noite de quarta-feira, 21, a Câmara aprovou a flexibilização da posse estendida de armas do fogo em propriedades rurais. Falta agora que o presidente Jair Bolsonaro sancione a medida, aí, é claro, não haverá nenhum empecilho. Na prática, agora o proprietário rural ou os funcionários da fazenda poderão andar armados em toda a área da propriedade e não apenas na sede. Atualmente, a lei diz que o proprietário deve manter a sua arma “exclusivamente no interior da sua residência ou domicílio”. O projeto foi aprovado por 320 votos a 61. É a primeira legislação pró-arma aprovada no Congresso desde o início do governo Bolsonaro. A proposta faz parte de uma lista de itens sobre armas de fogo que o Congresso vai se debruçar nas próximas semanas.

Na madrugada de ontem, o deputado federal Alexandre Leite (DEM-SP) leu o substitutivo que altera o Estatuto do Desarmamento mudando as regras de porte de arma no País. Atualmente, o Estatuto do Desarmamento dá o direito a andar armado fora de casa ou do trabalho a militares das Forças Armadas, policiais e guardas prisionais. “Queremos fazer meio termo entre o Estatuto do Desarmamento e o que o governo propôs. Estamos apresentando a proposta mais pé no chão possível”, afirmou Leite ao Estadão. A proposta de Leite está previsto para entrar na pauta da terça-feira. O parecer conta com a bênção do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e já está sendo negociado entre os líderes.

Assine o BR Político para ter acesso a produtos e informações exclusivos. Clique neste link para se tornar um assinante.