Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Câmara aprova suspensão de pagamentos do Minha Casa Minha Vida

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Em mais uma ação de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, deputados aprovaram na noite de segunda-feira, 20, projeto que permite suspender o pagamento de parcelas do programa Minha Casa Minha Vida. O texto aprovado foi o substitutivo do deputado Gutemberg Reis (MDB-RJ), que ainda será analisado no Senado.

Unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida em São Luís, no Maranhão.

Unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida em São Luís, no Maranhão. Foto: Dida Sampaio/Estadão

A medida vale para os beneficiários da faixa 1, aqueles com renda familiar mensal até R$ 1,8 mil, e que usaram no financiamento recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) ou do Fundo de Desenvolvimento Social (FDS).

As parcelas “pausadas” deverão ser quitadas depois do prazo do financiamento original. Pelo projeto, contudo, o total de parcelas do programa que serão adiadas, a ser suportado pelo Tesouro Nacional, será limitado a R$ 215,4 milhões.

A proposta também adia para dezembro de 2020 o vencimento da parcela anual de beneficiários com operações enquadradas no Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR).