Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Camargo quer equipe alinhada com seu pensamento na Fundação Palmares

Equipe BR Político

Às vésperas da atriz Regina Duarte assumir a Secretaria de Cultura, Sérgio Camargo, que voltou a presidir a Fundação Palmares neste mês, está formando um “novo corpo de gestão conforme seu pensamento”, de acordo com a assessoria do órgão.

Camargo voltou à presidência da fundação em 20 de fevereiro, depois que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) derrubou uma decisão de dezembro da Justiça do Ceará que o impedia de assumir a presidência da instituição. Camargo foi nomeado em novembro por indicação do ex-secretário especial da Cultura, Roberto Alvim, e foi impedido de assumir o cargo por conta de discursos polêmicos. Entre eles, publicações em que afirma que não existe “racismo real” no Brasil e em que faz ataques a negros brasileiros e a movimentos negros, inclusive ao próprio quilombo dos Palmares, nas redes sociais.

Sérgio Camargo na Fundação Palmares

Sérgio Camargo na Fundação Palmares Foto: Facebook/Reprodução

Camargo já estaria demitindo diretores da fundação, fato não confirmado pela assessoria, nem publicado no Diário Oficial, informa o Estadão. Entre os demitidos estariam Sionei Leão, diretor de Proteção Afro-brasileira, que foi promovido no dia 24 de dezembro a presidente substituto da Fundação Palmares no período em que Sérgio Camargo foi impedido pela Justiça de ficar na função; Kátia Cilene Martins, coordenadora geral do Centro Nacional de Informação e Referência da Cultura Negra; e Clovis André Silva da Silva, diretor do Departamento de Fomento e Promoção da Cultura Afro-brasileira.