Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Camilo Santana defende que divergências sejam deixadas de lado

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Após reunião entre o presidente Jair Bolsonaro, os 27 governadores, e os presidentes da Câmara e do Senado, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Davi Alcolumbre (DEM-AP), respectivamente, o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), foi ao Twitter defender que haja união para enfrentar a crise sanitária e econômica em decorrência do novo coronavírus.

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT)

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT) Foto: JF Dioria/Estadão

“Defendo que haja a união de todos, deixando de lado divergências políticas e ideológicas. O mais importante é a proteção de todos brasileiros para superar a crise”, escreveu o petista na publicação.

A reunião desta quinta-feira, 21, ocorreu em tom pacífico, sem tensões entre as partes. Na pauta do encontro, foi discutido o projeto de socorro aos entes federativos e o veto ao trecho sobre o reajuste salarial para servidores públicos até o fim de 2021.