Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Canal de denúncia em escolas tem apoio, mostra pesquisa

Equipe BR Político

A ideia dos ministros Abraham Weintraub (Educação) e Damares Alves (Família) de criar um canal para a denúncia de abusos e doutrinação ideológica por parte de professores nas escolas recebeu apoio considerável em pesquisa feita pelo Ideia Big Data para o BRPolítico.

Para 44%, a medida é positiva, uma vez que existe muita doutrinação nas escolas. O apoio ao canal de denúncias é majoritário na faixa etária entre 44 e 49 anos, e principalmente na região Centro-Oeste. Outros 34% se mostraram contrários à criação do canal, dizendo que sua adoção tiraria a autonomia dos professores em salas de aula. Dos entrevistados, 22% não se manifestaram.

A acusação feita pelo ministro da Educação em entrevista a um canal da Paraíba, segundo a qual as universidades federais seriam pródigas em plantações extensivas de maconha e usariam laboratórios para produção de drogas sintéticas aparentemente escapou ao conhecimento da maioria da população: questionados a respeito da informação, 52% não souberam dizer se concordavam ou discordavam dela. Só 20% acharam que Weintraub tem razão, contra 28% que disseram que a afirmação é falsa e não se comprova em dados e fatos.

A criação da identidade estudantil, carteirinha que dá direito a pagamento de meia entrada por estudantes sem necessidade de pagamento de taxa a entidades, recebeu apoio de 46% dos entrevistados, para os quais ela vai acabar com o monopólio de entidades como a UNE. Só 17% se mostraram contrários à mudança, pois ela inviabilizaria financeiramente entidades que representam estudantes. Outros 37% não opinaram a respeito do assunto.

Tudo o que sabemos sobre:

MECAbraham Weintraubcanal de denúncia