Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Candidato do PROS em Porto Alegre: ‘Fala sobre o que tu quiser’

Cassia Miranda

Exclusivo para assinantes

A primeira interação entre os candidatos à Prefeitura de Porto Alegre, no debate realizado na noite de quinta-feira, 1, pela Band, foi surpreendente ou, em tempo de eleições nas redes sociais, um verdadeiro meme. O candidato Rodrigo Maroni (PROS) abriu mão de fazer a primeira pergunta para o adversário João Derly (Republicanos) e disse: “Fala sobre o que tu quiser”. A escolha do ex-judoca foi por falar sobre sua vida pessoal. Na réplica, o candidato do PROS ainda abriu mão de parte do seu tempo e “serviu” Derly de mais 30 segundos.

Rodrigo Maroni (PROS). Foto: Reprodução/Band

Na sequência, para tentar retomar a seriedade do debate, a candidata do PCdoB, Manuela D’Ávila, questionou Maroni sobre os planos de ele para o pós-pandemia no Rio Grande do Sul. Ele, no entanto, preferiu atacar a candidata e dizer que ela tem a sua própria “milícia”. Ataques como esse se repetiram ao longo do debate, com a ex-candidata à vice de Fernando Haddad (PT) em 2018 sendo chamada de “traidora” e “sonsa”.

Com a mira dos postulantes voltada para Manuela, o atual prefeito da capital, Nelson Marchezan (PSDB), que enfrenta por um processo de impeachment na Câmara de Vereadores de Porto Alegre, ficou em segundo plano entre os alvos da noite. Ao responder uma crítica de Manuela sobre os trabalhadores da educação, Marchezan afirmou que a candidata “tem que estudar um pouquinho mais para vir com dados mais adequados”, disse.

O debate reuniu dez candidatos à prefeitura de Porto Alegre. Apenas Julio Flores (PSTU), Luiz Delvair (PCO) e Montserrat Martins (PV), que também disputam o pleito, não participaram do encontro devido ao critério de representação partidária no Congresso.