Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Capital político debaixo do colchão

Equipe BR Político

“Como um poupador cauteloso, Jair Bolsonaro guarda seu capital político debaixo do colchão. A menos de um mês de tomar posse, o presidente eleito evita elencar as prioridades de seu governo no Congresso e emite sinais genéricos em relação à agenda de reformas”, escreveu Bruno Boghossian na Folha.

Para o colunistas, Bolsonaro não quer contratar crises antes mesmo de assumir o governo. A estratégia pode ser boa para evitar desgastes, mas deixa a população, investidores e o parlamento no escuro.

Tudo o que sabemos sobre:

Jair Bolsonarocapital políticoestratégia