Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Cargos em troca de base

Equipe BR Político

Depois de muitas críticas e prestes a completar cem dias de mandato, o presidente Jair Bolsonaro vai se reunir, a partir desta quinta-feira, 4, com dirigentes de 11 partidos na tentativa de criar a base do governo no Congresso. Após desenhar uma aliança apenas com frentes parlamentares, Bolsonaro enfrentou uma crise política atrás da outra. O presidente foi aconselhado a aceitar a distribuição de cargos, na volta da viagem a Israel, para aprovar a reforma da Previdência.

O vice-presidente Hamilton Mourão disse ontem que, se o convite do Planalto for aceito, cargos no governo serão oferecidos em contrapartida. Nos bastidores, porém, Bolsonaro já avisou que, mesmo cedendo, não existirá “porteira fechada” na Esplanada ou em qualquer repartição federal para nenhum partido. No jargão político, o termo significa que uma mesma sigla tem o direito de preencher todos os cargos de um ministério, estatal ou autarquia, informou o Estadão.

Tudo o que sabemos sobre:

basegovernotrocacargos