Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Carlos, indignado: ‘Meu celular?’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O filho do presidente, Carlos Bolsonaro, mostrou indignação com o fato de o ministro Celso de Mello, do STF, ter encaminhado à Procuradoria-Geral da República pedido de políticos e partidos da oposição para que o seu celular e o do presidente da República sejam apreendidos para perícia em três notícias-crime relacionadas ao inquérito aberto no final de abril para apurar se o presidente tentou obter informações sigilosas de investigações conduzidas pela Polícia Federal que pudessem afetar seu núcleo familiar.

O vereador Carlos Bolsonaro

O vereador Carlos Bolsonaro Foto: Dida Sampaio/Estadão

Pelo Twitter, Carlos cobrou da Corte posição sobre outras investigações. “Meu celular? Enquanto isso os do ex-piçóu Adélio protegidos há mais de um ano, processos contra Botafogo, Calheiros e outros sentados em cima há anos. Que crime teria cometido para tamanha velocidade e abuso? Nenhum. A narrativa do sistema continua em pleno vapor!”, escreveu ele nesta manhã de sexta, 22. Caberá ao PGR Augusto Aras avaliar os pedidos.